3 jul por Lider Carretos

Cobrança de carreto: regras nacionais

Cobrança de carreto segue regras. Veja neste texto quais são elas!

O bom e velho carreto hoje em dia, é submetido à novar regras nacionais para cobrança de frete. Vamos entender melhor como funciona isso, acompanhe.

Os valores para frete em transportes de carga sempre foram um ponto muito discutidos por transportadoras e caminhoneiros.

Já tivemos grandes paralizações no nosso país que tiveram como um dos fatores a discussão para este tema.

Porém, em janeiro deste ano foram definidas novas regras nacionais para cobrança do frete. Vamos conhece-las a seguir.

Regras nacionais para cobrança de carreto

Baseadas na Resolução 5.867 de 14/01/2020

Esta resolução visa, em suma, estabelecer uma metodologia para a cobrança por quilômetro rodado no transporte de cargas feito por meio rodoviário.

Lembrando que o piso mínimo para frete não incluem nem lucro, pedágio ou taxas.

Entre as novidades com relação a isso, foi determinado que dentro do piso mínimo seja incluído a diária do caminhoneiro e a inclusão de mais um tipo de carga: a carga pressurizada, somando agora 12 espécies de carga tipificadas.

Mas o que muda com relação ao frete propriamente, é isso que veremos a seguir!

A nova metodologia para cobrança do frete

Muitos dos trabalhadores do setor estavam bastante infelizes com a metodologia que era aplicada anteriormente.

Por isso, a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres repensou o modelo antigo, que considerava coisas como tempo de carga em descarga como variáveis para a montagem do frete.

Então, ela definiu que o valor mínimo tem que ser definido por uma equação que envolve 3 fatores:

  1. A distância, que pode ser representada por “d”, que significa os quilômetros percorridos entre partida e chegada da carga;
  2. O “CCD”, ou Coeficiente de Custo de Deslocamento, que é a cobrança de reais por quilômetro;
  3. E por fim o Coeficiente de Carga e Descarga, representado por “CC”, que é o valor do trabalho de carga e descarga.

Portanto, a cobrança do Frete ficada seguinte forma:

 d x CCD + CC = frete

Onde entendemos que, a distância do transporte multiplicada pelo cobrança por quilômetro, mais o custo do carregamento e descarregamento resulta no novo frete.

Então, os órgãos responsáveis esperam que esta a nova definição de cobrança esteja a contento para quem trabalha com carreto e transporte de cargas em geral. 

Gostou do texto? Compartilhe e divida essa informação!

14 Comentários

  1. I’ve been exploring for a bit for any high-quality articles or blog posts on this kind of area . Exploring in Yahoo I at last stumbled upon this web site. Reading this information So i am happy to convey that I have an incredibly good uncanny feeling I discovered exactly what I needed. I most certainly will make certain to do not forget this web site and give it a look regularly.

  2. me encantei com este site. Para saber mais detalhes acesse o site e descubra mais. Todas as informações contidas são informações relevantes e diferentes. Tudo que você precisa saber está está lá.

  3. Howdy! I could have sworn I’ve been to this site before but after browsing through some of the post I realized it’s new to me. Anyways, I’m definitely delighted I found it and I’ll be bookmarking and checking back often!

  4. incrível este conteúdo. Gostei muito. Aproveitem e vejam este conteúdo. informações, novidades e muito mais. Não deixem de acessar para aprender mais. Obrigado a todos e até mais. 🙂

  5. demais este conteúdo. Gostei muito. Aproveitem e vejam este site. informações, novidades e muito mais. Não deixem de acessar para descobrir mais. Obrigado a todos e até mais. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá! Bem-vindo(a) à Líder Carretos. Faça seu orçamento agora!